+244 938 695 730 | +244 915 254 704 | Brasil: +55 21 3172-2828 reservas@atbt.com.br

No Brasil, os hábitos relacionados ao período da Páscoa são muito enraizados e tradicionais. Para além das celebrações de cunho religioso, também temos o costume de comprar ovos de chocolate durante essa época do ano e, assim, movimentar a economia do país.

Tais costumes, no entanto, diferem consideravelmente de país para país. Caso você vá passar a Páscoa desse ano viajando ou planeja fazê-lo na do ano que vem, confira aqui as cinco nações em que a Páscoa é comemorada de maneira mais curiosa!

China

Para os chineses, nada de comemoração. Por não ser um país de origem cristã, o feriado, por lá, acontece na época da nossa Páscoa por mera coincidência.

Abril é época de visitar os túmulos de seus ancestrais, lhes deixando oferendas e pedindo proteção. A ocasião recebe o nome de Ching Ming e também é comemorada em países vizinhos como o Vietnã e Macau.

Suécia

Os nórdicos também comemoram a Páscoa de maneira bastante diferente. O caso deles, no entanto, se justifica por uma lenda local: dizem que a atividade de bruxas e bruxos cresce durante o período.

Por conta disso, na véspera de Páscoa, as crianças se vestem como no nosso Halloween. Dessa maneira, os pequenos bruxinhos distribuem pelas casas uma “Carta de Páscoa” que tem como objetivo receber, em troca, doces.

Índia

Ao redor do rio Ganges, os indianos têm, no período de Páscoa, uma festa muitíssimo tradicional. Ainda que não relacionada aos hábitos cristãos, o festival Holi também é bastante religioso, uma vez que comemora o surgimento do deus Krishna.

Não bastasse ser uma das festas mais conhecidas do país, a ocasião é, também, um dos momentos mais fotografados no país. Tudo isso porque os hindus jogam pós coloridos uns nos outros e colorem as ruas indianas.

Rússia

Na antiga terra dos czares, apesar de cristã, a tradição é bastante diferente da brasileira. Comemora-se a ressurreição de Cristo, mas nada de chocolate.

Os russos pintam ovos de galinha de maneira bastante elaborada e os dão de presente para seus familiares. Deve-se, tradicionalmente, realizar um cumprimento que consiste, por parte de quem dá o presente, em afirmar que Cristo ressuscitou e, por parte de quem o recebe, de confirmar e comemorar a ressurreição.

França

Os franceses não badalam os sinos das igrejas entre a Sexta-feira da Paixão e o Domingo de Páscoa. Diz a lenda que os sinos teriam voado para Roma e que, no caminho de volta, eles deixariam cair ovos para que as crianças os procurassem nesse domingo.

Vai ficar por aqui esse ano ou vai visitar algum desses países? E em 2015?

Share This