+244 938 695 730 | +244 915 254 704 | Brasil: +55 21 3172-2828 reservas@atbt.com.br
Aeroporto Internacional de Brasília (BSB) está testando o embarque com reconhecimento facial, através do programa Embarque + Seguro, que dispensa aos passageiros a apresentação de documento de identificação e cartão de embarque.

 

Embarque com reconhecimento facial

 

O teste foi realizado no voo LA3293, da LATAM, com destino ao Aeroporto Santos Dumont (SDU). A companhia informou que manterá até dois voos diários dedicados aos testes do Embarque + Seguro na capital federal até que a biometria possa ser adotada de maneira permanente.

Mauro Peneda, diretor de Aeroportos da LATAM Brasil, afirmou que a empresa está comprometida com inovações que contribuam para a diminuição de filas e tornem a jornada do viajante mais rápida, segura e autônoma. “Além disso, o aeroporto de Brasília é um parceiro de longa data que sempre nos apoia em projetos de inovação e desenvolvimento de novos serviços. Hoje, somos a companhia aérea líder em Brasília, com mais de 50% dos voos do aeroporto, o que nos dá uma ampla amostra de diferentes públicos e mercados para testar novas funcionalidades”, completou o executivo.

De todos os aeródromos já testados, a LATAM afirmou que realizou o embarque de 1.320 passageiros até agora.

Como funciona

Veja abaixo como funciona o embarque com reconhecimento facial:

  • Passo 1: No momento do check-in no aeroporto, você será convidado a participar do Embarque + Seguro. Caso você concorde, receberá uma mensagem, no celular informado por ela, solicitando autorização para a obtenção de seus dados, incluindo CPF e uma foto.
  • Passo 2: Com o consentimento, o atendente da companhia aérea, utilizando o aplicativo do Serpro, realiza a validação biométrica do cidadão, comparando os dados e a foto, tirada na hora, com as bases governamentais.
  • Passo 3: A partir da validação, você será liberado para ingressar na aeronave, passando pelo ponto de controle biométrico, que faz a identificação por meio de reconhecimento facial, sem a necessidade de apresentar documento e bilhete aéreo.

Sobre a nova tecnologia

Desenvolvido pelo MInfra em parceria com o Serpro e com a Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, já foi testado nos aeroportos de Florianópolis, Salvador, Belo Horizonte, e, mais recentemente, na ponte aérea entre Santos Dumont e Congonhas.

Com o objetivo de tornar mais eficiente, ágil e seguro o processo de embarque nos aeroportos, estão sendo medidos nos pilotos diversos indicadores, como redução no tempo em filas, no acesso à sala de embarque e à aeronave, além dos custos de operação. “Caminhamos para um embarque ainda mais ágil e totalmente seguro em todos os aeroportos do país. Além de a medida ser segura do ponto de vista sanitário ao dispensar o manuseio de papéis durante a pandemia, o reconhecimento facial permite a identificação precisa dos passageiros em poucos segundos”, destaca o secretário Nacional de Aviação Civil, Ronei Glanzmann.

Vale ressaltar que segundo o presidente do Serpro, Gileno Barreto, o programa atende a todos os preceitos da LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados), garantindo a proteção total dos dados dos usuários.

Ao todo, o programa Embarque + Seguro foi testado em 157 voos das companhias aéreas brasileiras com mais de 2.600 passageiros voluntários.

FONTE: PORTAL PASSAGEIRO DE PRIMEIRA

Share This