A Iata anunciou na última sexta-feira que apoia o ritmo crescente para a reabertura das fronteiras e o relaxamento das restrições de viagem, à medida que a covid-19 entra na fase endêmica. Uma pesquisa da entidade sobre restrições de viagem nos 50 principais mercados (compreendendo 88% da demanda internacional em 2019, medida em passageiro pagante-quilômetro) revelou o crescente acesso disponível para viajantes vacinados.

No momento, 25 mercados, que representam 38% da demanda internacional de 2019, estão abertos a viajantes vacinados sem exigência de quarentena ou teste – um aumento em relação aos 18 mercados (28% da demanda internacional de 2019) em meados de fevereiro.

Já outros 38, que representam 65% da demanda internacional de 2019, estão abertos a viajantes vacinados sem exigência de quarentena – um aumento em relação aos 28 (50% da demanda internacional de 2019) em meados de fevereiro.

As variações regionais no grau de abertura entre os mercados são significativas. As viagens na Ásia continuam fortemente comprometidas pelas restrições da covid. Enquanto o tráfego internacional na América do Norte e Europa se recuperou e atingiu -42% em relação aos picos de 2019 no ano passado, o tráfego na região Ásia-Pacífico permaneceu em -88%. Mesmo assim, houve algum progresso nessa região. Índia e Malásia e outros países anunciaram recentemente o relaxamento das restrições.

“O mundo está amplamente aberto para as viagens. À medida que a imunidade da população cresce, mais governos estão gerenciando a covid-19 por meio de vigilância, como fazem para outros vírus endêmicos. Esta é uma ótima notícia para um número crescente de destinos que terão um aumento na atividade econômica, tão necessário considerando as próximas temporadas de viagens da Páscoa e do verão do Hemisfério Norte. A Ásia é uma exceção. Esperamos que os relaxamentos recentes, incluindo Austrália, Bangladesh, Nova Zelândia, Paquistão e Filipinas, sirvam de exemplo para restaurar a liberdade de viajar, processo que está em estágio mais avançado em outras partes do mundo”, disse o diretor geral da associação, Willie Walsh.

 

Fonte: PANROTAS

Foto: Unsplash – Romain Mathon

Share This