Um levantamento realizado pela US News & World Report colocou o Brasil em destaque no cenário internacional. Isso porque o País foi eleito o sétimo melhor lugar do mundo para quem planeja viajar sozinho. O país foi o único sul-americano a figurar no ranking dos dez mais e ficou à frente de tradicionais destinos como México e Tailândia. Entre os quesitos analisados na pesquisa estavam o clima agradável, a segurança, o paisagístico e ser culturalmente acessível.

Para o ministro do Turismo, Carlos Brito, a boa posição do País é fruto de um trabalho incansável do governo federal, em parceria com a Embratur, na promoção do Turismo internacional e na variedade de atrativos culturais. “Somos um país sem igual que se diferencia pela alegria e receptividade do nosso povo, e ainda pelos belos atrativos que temos. Somos o segundo em destinos de natureza, o nono em cultura e isso sem contar as diversas festividades e expressões artísticas que temos”, pontuou.

Dados da Demanda Turística Internacional, realizada pelo Ministério do Turismo, apontam que, desde 2017, há um aumento no número de estrangeiros entrando sozinhos no País: 30,9 mil em 2017; 31,6 mil em 2018; e 34,8 mil em 2019. Além de ser crescente, o número de turistas internacionais que chegam ao Brasil sozinhos lidera o ranking de desembarques no País. Em 2019, por exemplo, quase 35 mil entraram desacompanhados, seguido por 29,2 mil famílias, 19,8 mil casais com filhos, 11,2 mil amigos e 5 mil classificados como outros.

O presidente da Embratur, Sílvio Nascimento, destacou também que as ações do Ministério do Turismo, como o Selo Turismo Responsável, Limpo e Seguro, foram essenciais para o reconhecimento. “A iniciativa foi crucial para dar segurança a trabalhadores e turistas que desejavam voltar a viajar e está sendo muito importante neste momento que vivemos a retomada de nossas atividades do setor”, avalia.

Selo Turismo Responsável

Desde junho de 2020, o Ministério do Turismo recomenda uma série de medidas para uma viagem segura. Uma delas é observar se estabelecimentos do setor possuem o Selo Turismo Responsável, que indica boas práticas de biossegurança para 15 atividades do ramo. A iniciativa define protocolos específicos de prevenção à Covid-19 e busca auxiliar na retomada segura de atividades tanto para turistas quanto para trabalhadores.

O selo está disponível para meios de hospedagem, parques temáticos, restaurantes, cafeterias, bares, centros de convenções, feiras, exposições e guias de Turismo, entre outros, e pode ser obtido de maneira rápida e gratuita pelo site do programa.

 

Fonte: Panrotas

Foto: Canva

Share This