Como parte de sua contribuição para cumprir os objetivos do Acordo de Paris, que busca limitar o aquecimento global abaixo de +2ºC, a Air France está lançando o programa “Air France ACT”, que define a nova estratégia da companhia de redução das emissões de CO2. A estratégia está baseada em reduzir as emissões diretas geradas pelas operações da companhia aérea, além de diminuir emissões indiretas e apoiar projetos que absorvam o CO2 da atmosfera.

O Air France ACT incorpora a abordagem baseada na ciência adotada pela companhia para assegurar sua transição ambiental por meio de ações concretas e mensuráveis.

A nova trajetória de descarbonização mira uma redução de 30% nas emissões de CO2 por passageiro/km até 2030 comparada a 2019. Este objetivo exclui as ações de compensação, de modo a considerar apenas o que exclusivamente reduz emissões diretas e indiretas.

Segundo a companhia, esta ação é baseada em um método de avaliação científica desenvolvido pela organização independente de referência SBTi (Science-Based Target initiative), para a qual foi submetida. Fundada pelo CDP (Carbon Disclosure Project), o United Nations Global Compact e o World Wildlife Fund, a SBTi tem estabelecido metas de redução de emissões de CO2 para o setor de transporte aéreo compatíveis com o Acordo de Paris.

Emissões líquidas zero até 2050

Até 2050, a Air France busca alcançar emissões líquidas zero, isto é, uma redução total em suas emissões de CO2 combinadas com contribuições a projetos que irão remover da atmosfera uma quantidade de CO2 equivalente a emissões residuais a cada ano. Em nota oficial, a empresa ressalta que está trabalhando para definir uma trajetória precisa e verificável de descarbonização para 2050.

Para alcançar estes objetivos, a Air France está ativando os mecanismos de descarbonização a sua disposição. Entre eles, a renovação de frota com aeronaves de nova geração mais eficientes em consumo de combustível, como o Airbus 220 e Airbus 350, emitindo até 25% menos CO2. De acordo com a aérea, até 2030, estas aeronaves serão até 70% da frota da Air France.

Outra medida adotada pela companhia é o uso ampliado de Combustível Sustentável de Aviação (SAF, na sigla em inglês), que reduzirá as emissões de CO2, em média, em 80% sobre o ciclo de vida do combustível, e não criará competição com a produção de alimentos. Além disso, há a adoção de técnicas de eco-piloting, ou seja, o taxiamento usando apenas um dos motores sempre que possível e também a substituição dos copos plásticos, talheres e misturadores de bebida por alternativas sustentáveis.

Para apresentar a estratégia ambiental da Air France e todos os seus compromissos em detalhes, a companhia lançou uma campanha em vídeo e um site dedicado direcionado ao público em geral, disponível em francês e em inglês.

 

Fonte: Panrotas

Foto: Divulgação

Share This